Usuarios On-line







quinta-feira, 22 de dezembro de 2022

Dono de tirolesa onde turista morreu em Canoa Quebrada é indiciado por homicídio



Em outubro deste ano, um turista identificado como Sergio Murilo Lima de Santana, de 39 anos, morreu quando uma viga de sustentação de uma tirolesa localizada em Canoa Quebrada, no Ceará, colapsou. O proprietário do estabelecimento foi indiciado por homicídio culposo.


Foto: Reprodução

É válido lembrar que a vítima filmou o acidente, assim como sua companheira que havia descido no equipamento anteriormente. A Polícia Civil concluiu o inquérito relacionado à morte do turista. O homem de 35 anos não teve a identidade revelada.

Na época do acidente, a Prefeitura de Aracati chegou a interditar todas as tirolesas da região, afirmando que haveria  rigorosa avaliação técnica dos equipamentos junto ao Corpo de Bombeiros e o Conselho Regional de Engenharia (Crea).

Até o momento, as tirolesas do município seguem interditadas. Em nota, a Gestão informou que os equipamentos permanecerão fechados até que sejam devidamente liberados por todos os órgãos competentes, tanto municipais, quanto de regularização e fiscalização.