Usuarios On-line







terça-feira, 27 de dezembro de 2022

Ministro Alexandre de Moraes suspende eleição suplementar para a Prefeitura de Iguatu


O ministro Alexandre de Moraes, presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), suspendeu a realização da eleição suplementar para a Prefeitura de Iguatu, no Ceará, que estava marcada para o dia 5 de fevereiro de 2023. A liminar que suspense a eleição foi inserida até que o pleno do TSE julgue o recurso do prefeito Ednaldo Lavor. Após o julgamento, o TSE irá definir se o prefeito continuará no cargo ou se novas eleições serão realizadas.


(Foto: Reprodução/ TCU)

O Tribunal Regional Eleitoral do Ceará (TRE-CE), cassou os diplomas de Ednaldo Lavor e do vice-prefeito de Iguatu, Franklin Bezerra da Costa, por abuso de poder político. O TRE afirmou que foram utilizados canais institucionais para a promoção da candidatura do prefeito na campanha realizada em 2020. Alexandre de Moraes disse durante a decisão que defere parcialmente a liminar para suspender as novas eleições.

“Defiro parcialmente a liminar para suspender a realização de novas eleições até o julgamento final do recurso especial pelo Tribunal Superior Eleitoral” complementou.

Até a decisão final ser inserida, o presidente da Câmara Municipal de Iguatu, Rubenildo Cadeira, deve ficar no comando do município.