Usuarios On-line







terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Causa Animal e Lgbtfobia são pautas na sessão da Câmara



Na penúltima sessão do ano, os vereadores de Crato se reuniram para discutir e aprovar projetos de interesse da população. A tribuna foi usada por representantes da causa animal e por professores que falaram sobre o caso de Lgbtfobia ocorrido em Crato.

A representante da ONG Cariri Protetores, Ana Laís Lossio solicitou apoio para efetivação do cadastra móvel e da  Unidade Lessa. O vereador líder do prefeito explicou os motivos da demora na efetivação desses equipamentos.

Matheus Leite  falou que a prefeitura ainda não conseguiu contratar servidores devido a uma decisão judicial, como também tem encontrado dificuldade com a licitação de material de expediente. A vereadora Mariângela Bandeira, falou que o vet móvel será utilizado como clínica móvel e fez um resgate de como ocorreu o processo até a aquisição do veículo.

Ela explicou  ainda sobre o funcionamento do equipamento móvel e físico.Os vereadores  Luís Carlos, Florisval Coriolano e Fernando Brasil empenharam apoio à causa e se dispuseram a contribuir para efetivação destes equipamentos.

LGBTFOBIA
Para falar sobre o caso de Lgbtfobia ocorrido contra com um estudante da Universidade Regional do Cariri, o professor Gilney usou a tribuna juntamente com outros participantes. O representante dos estudantes João Damasceno repudiou o ocorrido contra o discente do curso de educação física e disse que a sociedade precisa de políticas afirmativas. Já o Professor Joaquim dos Santos, usou a tribuna para cobrar um posicionamento da URCA, além de uma política pública de combate à LGBTFobia e o preconceito na instituição.

O assunto recebeu apoio dos vereadores Luís Carlos, Professora Lurdes de Carlim  e Mariângela Bandeira que contribuíram com o debate.

Ao término dos debates, os vereadores usaram o pequeno expediente para discutir assuntos relacionados às suas bases.  O transporte alternativo da zona rural, a brinquedopraca da Praça da Sé, a  audiência pública sobre o autismo foram temas abordados pelos parlamentares. Finalizado o pequeno expediente, os parlamentares aprovaram  requerimentos e uma série de projetos de lei que estavam na pauta de votação.