Usuarios On-line







quinta-feira, 1 de fevereiro de 2024

Novo salário mínimo de R$ 1.412 começa a ser pago nesta quinta-feira (1º/2)



O novo salário mínimo começa a ser pago nesta quinta-feira (1º/02). O reajuste para R$ 1.412, 3% acima da inflação, vai beneficiar trabalhares, aposentados, pensionistas e beneficiários de programas sociais. O valor representa alta de 6,97% em comparação aos R$ 1.320 em vigor no último ano. De acordo com o Governo Federal, essa é uma das estratégias para reduzir as desigualdades no Brasil, garantindo que os brasileiros tenham um ganho real e sejam incluídos no crescimento econômico.

O cálculo considera a expansão do Produto Interno Bruto (PIB), calculado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de dois anos anteriores, além da inflação do ano anterior, medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Segundo o Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), 59,3 milhões de pessoas têm, no salário mínimo, a referência para sua renda. O reajuste, portanto, pode resultar em um aumento da renda anual de R$ 69,9 bilhões.

O reajuste do salário mínimo é uma medida prevista na Constituição Brasileira. De acordo com a legislação, o salário precisa ser readequado (no mínimo) com base na inflação, para garantir o poder de compra da população.

Ganho real do novo salário mínimo

Ao descontar a inflação pelo INPC, o salário mínimo terá ganho real de 5,77% em relação a maio de 2023, quando passou a vigorar o mínimo de R$ 1.320. Se considerar o salário mínimo de R$ 1.302, que vigorou de janeiro a abril, o ganho seria menor, de 4,69%. Isso porque o INPC, índice que mede a inflação das famílias de menor renda (até cinco salários mínimos), estava mais alto no início de 2023.