Usuarios On-line







terça-feira, 5 de dezembro de 2023

Ciro sobre tapa em homem que o chamou de “bandido”: “Se não reagir eu estou aceitando”



O ex-ministro Ciro Gomes (PDT), após ter dado um tapa no rosto de um homem que o chamou de “bandido” durante evento na avenida Beira Mar, em Fortaleza, justificou ao apontar que não gosta “de levar desaforo pra casa”.

“Eu não tomo a iniciativa, mas não acho razoável uma pessoa decente ser agredida e não reagir”, disse o pedetista.

“Se não reagir estou aceitando”. A fala foi dada em entrevista no podcast do vereador Pedro Ferreira Mesquita Filho, na noite de ontem, segunda-feira, 4.

Tudo começou com a gravação da própria vítima. Ele pergunta: “Diz pra nós como é que rouba a população sem ser preso”. Ciro, surpreso, responde: “Quem deve saber isso é bandido, eu não sou bandido, não”. Insatisfeito, o rapaz provoca o pedetista: “Tu é bandido”. Ciro, impaciente, mete um tapa no rosto do garoto, que, em seguida, acusa Ciro de racismo: “Tu deu na minha cara, seu racista?”.

“Dei o tapa, sim, pra você aprender a me respeitar”, disparou Ciro, que depois foi embora. “Ciro deu na minha cara, eu vou chamar a PM”, começou a gritar o jovem.