Usuarios On-line







segunda-feira, 6 de novembro de 2023

Onda de calor e produtos químicos exigem cuidados extras com os cabelos


A algoterapia é uma importante aliada na revitalização, reconstrução, controle de queda e detox do couro cabeludo.


Foto: Divulgação


Com estações mais definidas, prevalecendo o calor o ano inteiro, quem mora na região Nordeste precisa redobrar os cuidados também com o couro cabeludo. O cabelo é visto como um cartão de visita e, no caso das mulheres, é mais do que apenas fios e representa a autoestima. Elas são as que mais se utilizam de processos químicos, seja para mudar de cor, reduzir ou aumentar o volume do cabelo. E ainda tem os fatores externos, como poluição, ar-condicionado, sol, piscina e praia. Já indicada para usos nutricionais e corporais, a Algoterapia é uma importante aliada na revitalização, reconstrução, controle de queda e detox do couro cabeludo.

Essa relação com o cabelo é histórica. A ida aos salões de beleza data da Grécia Antiga, quando já se pintava de loiro ou ruivo os cabelos e ainda tinha a aplicação de óleos essenciais para perfumá-los. Com o passar dos anos, as técnicas foram se aperfeiçoando e os tratamentos inovaram, como é o caso da Algoterapia, que utiliza plantas in natura. Afinal, além de moldar o rosto, o cabelo representa personalidade, identidade corporal, estado de espírito, ousadia, sensualidade e, por vezes, um objeto de desejo.

Como se observa, a demanda por produtos naturais também chegou aos tratamentos capilares. A Algoterapia, por exemplo, possui quase todas as vitaminas, minerais, proteínas e aminoácidos necessários para a reconstrução dos fios, desde aqueles expostos ao calor como aos processos químicos. A boa notícia é que cabelos saudáveis também podem fazer uso desse tratamento, que traz outros benefícios, como: hidratação e fortalecimento dos fios, além do controle de oleosidade e de caspa