Usuarios On-line







quarta-feira, 22 de novembro de 2023

Covid-19: Ceará registra aumento de casos e circulação de nova variante



O Ceará registrou aumento de casos de Covid-19 nas duas últimas semanas. Mudança pode estar associada à circulação da subvariante JG.3, descendente da EG.5 (Eris). Não há, segundo a Secretaria da Saúde do Ceará (Sesa), impacto na demanda assistencial. Pasta alerta para a importância da vacinação bivalente.

Entre os dias 5 e 18 de novembro, o Estado registrou 226 confirmações. Nas duas semanas epidemiológicas anteriores, entre os dias 22 de outubro e 4 de novembro, foram 116 casos positivos. Ou seja, número quase dobrou.

O secretário executivo de Vigilância em Saúde da Sesa, Antonio Lima Silva Neto (Tanta), afirma que a nova variante já circula há mais de trinta dias em estados como São Paulo, Goiás e Rio de Janeiro.

“A nova variante começou a circular nos estados do Centro-Sul do Brasil e ainda não tinha sido identificada no Ceará mas, no último sequenciamento genômico, realizado no Laboratório Central de Saúde Pública do Ceará (Lacen), nós encontramos a JG.3, subvariante descendente da EG.5”, diz Tanta.

O secretário executivo afirma que, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), a variante Eris não está associada a quadros mais graves.

“Contudo, isso não significa que não precisamos monitorar o vírus e reforçar a importância da vacinação para a sociedade”, pondera.

Alerta para cobertura da vacina bivalente

Com mais de 90% de vacinação com as duas primeiras doses, a população cearense é considerada com alto nível de cobertura. Segundo Tanta, mesmo considerando a terceira e quarta doses (primeiro e segundo reforço), a taxa de vacinação chega em torno de 70%.