Usuarios On-line






sexta-feira, 22 de setembro de 2023

Kite for the Ocean prepara maior desfile de kitesurf do mundo


Visando o terceiro recorde mundial do Guinness World Record, o Kite for the Ocean, iniciativa do movimento Winds For Future, promove, no dia 24 de setembro, a Kiteparade 2023, maior desfile de kitesurf do mundo. Conhecido como o céu mais colorido do mundo, o grande velejo acontece na meca do kitesurf mundial no último dos 30 dias de contagem oficial para o recorde, que teve início no dia 25 de agosto. 


Foto: Divulgação

Este ano, a ambição era reunir kitesurfistas de todos os cantos do mundo, unindo-os em uma jornada de 44 mil quilômetros – equivalente a uma volta completa ao redor da Terra. A meta foi batida com uma semana de antecedência e o Kite for the Ocean lançou uma segunda meta para ser atingida durante a Kiteparade 2023, dar duas voltas na terra.

“O poder do coletivo por propósitos verdadeiros é absolutamente incrível! Estamos muito felizes por termos chegado aos 44 mil km com uma semana de antecedência e, com isso, já ter garantido a retirada de 44 toneladas de lixo do Oceano. Agora nós queremos o dobro, queremos dar duas voltas ao mundo, para dobrar a meta de retirada de lixo.”, comemorou Mariana Zonari, co-fundadora do Winds for Future.

Para a segunda meta, a iniciativa pretende dobrar também a quantidade de lixos que serão retirados do Oceano e ambientes costeiros. Se o número de quilômetros chegar a 88 mil, serão recolhidos também 88 toneladas de lixo do meio ambiente. “É uma meta tudo ou nada. Já temos as 44 toneladas que serão retiradas, mas se atingirmos os 88 mil km, dobramos as toneladas, se não, manteremos as 44 que já garantimos. Nós queremos dobrar, mas precisamos que todos entrem na água em prol do Oceano”, explicou Mariana.

Rômulo Alexandre Soares, co-fundador do Winds For Future, explica que o intuito do recorde deste ano é fazer um movimento de alcance global a partir do Ceará. “Só existe um oceano, global e diverso. Não existe planeta B, só existe esse que vivemos, e nós temos que cuidar dele. Estamos transformando o recorde em uma ação do Ceará para o mundo, em que qualquer pessoa, em qualquer parte do mundo, pode participar. Ano passado tivemos 34 nacionalidades que vieram até o Cumbuco e bateram um recorde. Este ano queremos que um propósito alcance outras praias no Ceará e outros países”, comentou.