Usuarios On-line







terça-feira, 17 de janeiro de 2023

Tenho vergonha”, lamenta mãe que teve mão amputada após parto



Uma mulher de 24 anos teve a vida mudada de forma radical após ter o punho e mão esquerdos amputados três dias depois de dar à luz, em outubro do ano passado, no Rio de Janeiro (RJ). Ela e a família cobram explicações do hospital. A mãe, que prefere não se identificar, contou para a reportagem da TV Globo como foram os primeiros meses após a amputação.

“Tem um mês que tive coragem de olhar para o meu braço sem mão. Não gosto de olhar. Ainda não me aceito nessa nova versão. Também não saio de casa, tenho vergonha que olhem pra mim. Acho que está todo mundo me olhando”, afirmou a mulher.

A mãe está tendo dificuldade para voltar à rotina e cuidar dos quatro filhos, incluindo o bebê. Não é possível amamentar, por causa do tempo de internação, e o trabalho dela pode ficar comprometido.

“Tem certas coisas que eu não posso fazer com ele, que eu já tinha feito com os meus dois outros filhos. Também não sei como vai ficar no meu trabalho quando eu voltar. Era fiscal em um mercado e precisava das duas mãos para exercer a função”, disse a mulher.

Muita dor

Grávida, a mulher foi internada no Hospital da Mulher Intermédica de Jacarepaguá em 9 de outubro. Depois do nascimento do bebê, no dia seguinte, a mãe continuou internada pois teve uma hemorragia.

No entanto, a mão da mulher começou a ficar inchada, roxa e ela começou a sentir muita dor. Isso aconteceu no braço em que foi feito acesso venoso para administrar medicamentos. Com a piora do caso, a mãe foi transferida para um hospital com UTI, onde houve a amputação.

O hospital prometeu apurar o caso e investigar os procedimentos adequados, além de estar à disposição para esclarecimentos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil, que está ouvindo testemunhas e requisitou documentos sobre a internação da vítima.

 

Fonte: Metrópoles