Usuarios On-line







sábado, 7 de janeiro de 2023

Saúde retoma acordo com Butantan e compra 2,6 mi doses de Coronavac



O Ministério da Saúde anunciou, neste sábado (7/1), a compra de 2,6 milhões de doses da vacina Coronavac contra a Covid-19. O imunizante é produzido pelo Instituto Butantan. As primeiras remessas devem ser entregues na próxima semana, informou a pasta.

Os acordos entre o laboratório e o governo federal haviam sido encerrados no governo de Jair Bolsonaro (PL), após uma série de ataques feitos pelo ex-presidente ao imunizante.

Na sexta-feira (6/1), a nova secretária de Vigilância e Saúde da pasta, Ethel Maciel, afirmou que a compra dos imunizantes seria retomada, inclusive para o uso de doses em crianças. Atualmente, o Ministério da Saúde não tem vacinas infantis contra a Covid-19 em estoque.

O contrato assinado no fim desta semana prevê aquisição de 750 mil doses, além de um aditivo que garante a entrega de 2,6 milhões de vacinas no total. “As primeiras doses devem ser entregues na próxima semana e distribuídas a todos os estados e Distrito Federal para dar continuidade a vacinação de crianças de 3 a 11 anos”, informou o Ministério da Saúde.

Falta de doses

Nas últimas semanas diversas prefeituras do país suspenderam a vacinação infantil contra a Covid-19 por falta de doses. De acordo com a secretária, a prioridade da pasta será acelerar a entrega de vacinas e retomar contratos que estavam parados, como o acordo com o Instituto Butantan para a produção da vacina Coronavac.

Aprovada pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a vacina pode ser aplicada em crianças a partir dos 3 anos de idade.

“É uma pauta de interesse nacional a nossa aceleração dos acordos. Temos o contrato do Butantan paralisado, estamos negociando porque a Coronavac é fundamental para que a gente possa acelerar o abastecimento de estados e municípios, principalmente no público de 3 anos em diante.

 

Fonte: Metrópoles