Usuarios On-line







terça-feira, 17 de janeiro de 2023

Polícia Civil resgata e adota cachorro que sofria maus-tratos em Capistrano/CE


“Vitório”, que no latim significa vencedor, é um cachorro caramelo que faz jus ao nome. De cachorro vítima de maus-tratos, ele passou a “cão policial” e fará dupla com Meire, outra cachorra caramelo adotada das ruas que já mora na Delegacia Municipal de Aracoiaba. “Vitório” foi resgatado, na manhã de hoje (17), por uma equipe de policiais civis da delegacia municipal durante uma diligência para apurar uma denúncia anônima sobre maus-tratos de animais.


O cãozinho foi localizado amarrado e sujo em um casebre situado na localidade de Putiú de Cima, zona rural de Capistrano, na Área Integrada de Segurança 15 (AIS 15) do Estado. No local, não existia nenhum alimento ou água potável para o consumo do animal. Os policiais civis da Delegacia Municipal de Aracoiaba foram ao local após receberem uma denúncia anônima de maus-tratos. Além de Vitório, os policiais encontraram um cavalo morto.


O suspeito do crime – já identificado –, ao perceber a aproximação dos policiais, fugiu deixando para trás uma espingarda. Todo material encontrado foi encaminhado para a sede da delegacia municipal, onde um procedimento policial foi instaurado. O suspeito segue sendo procurado e, ao fim das investigações, deverá responder pelos crimes de posse ilegal de arma de fogo de uso permitido e maus-tratos a animais. Já Vitório, foi alimentado e receberá cuidados médicos. Em seguida, ele, junto com Meire, viverá em seu novo lar.

Quem quiser ajudar Vitório a se recuperar pode falar com os policiais civis da delegacia municipal de Aracoiaba, por meio do telefone (85) 3337-5690.

 O que diz a lei?

O artigo 32 da Lei de Crimes Ambientais (Lei 9.605/1998) considera crime “praticar ato de abuso, maus-tratos, ferir ou mutilar animais silvestres, domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos”. Houve alteração, em setembro de 2020, na Lei 9.605/1998, entrando em vigor o aumento na punição para quem maltrata cães e gatos. A pena para quem for condenado é de reclusão de dois a cinco anos, além de pagamento de multa e proibição da guarda.

 Denúncia

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As denúncias podem ser feitas para o número 181, o Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), ou para o (85) 3101-0181, que é o número de WhatsApp, por onde podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia.

As denúncias também podem ser feitas pelo telefone (85) 3337-5690, da Delegacia Municipal de Aracoiaba. O sigilo e o anonimato são garantidos.