Usuarios On-line







domingo, 15 de janeiro de 2023

Justiça do Rio de Janeiro concede liberdade condicional ao ex-goleiro Bruno


O ex-goleiro, Bruno Fernandes, condenado a 22 anos pelo assassinato de Eliza Samudio, teve a liberdade condicional concedida pela Justiça do Rio de Janeiro. De acordo com a juíza Ana Paula Abreu Filgueiras, da Vara de Execuções Penais, não havia impeditivo para a progressão do regime. O ministério público já se manifestou contra a liberdade condicional do criminoso. 


Divulgação

Para justificar a sua decisão, a juíza Ana Paula destacou que o condenado cumpriu todas as atividades e as condições da prisão domiciliar.  “Não há qualquer óbice concreto à concessão do livramento condicional ao apenado, na medida em que ele preenche o requisito objetivo necessário desde abril de 2022, conforme cálculo do atestado de pena atualizado. O apenado (Bruno) desempenhou atividades laborativas após a concessão da progressão de regime e cumpriu regularmente as condições da prisão domiciliar”, declarou a juíza.