Usuarios On-line







sexta-feira, 20 de janeiro de 2023

Forças de Segurança prendem foragido da Justiça condenado por mortes em Quixeramobim e apreendem armas



Uma ação das Forças de Segurança do Ceará, realizada na tarde dessa quarta-feira (18), resultou na recaptura de um foragido da Justiça que estava com mandados de prisão em aberto. Além da prisão, os policiais apreenderam duas pistolas calibres 380, um fuzil TR R15, cal. 5,56, centenas de munições de calibres variados e dois carros com queixa de roubo e sinais identificadores adulterados. Detalhes do trabalho policial foram divulgados em coletiva de imprensa nesta quinta-feira (19), no auditório do Complexo de Delegacias Especializadas (Code), na Capital.

A ofensiva policial foi desenvolvida pela Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS), por meio da Coordenadoria de Inteligência (Coin), em conjunto com a Polícia Civil do Estado do Ceará – através da Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), a Polícia Militar do Ceará (PMCE), por meio do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), e a Coordenadoria de Inteligência da Secretaria de Administração Penitenciária (SAP) do Ceará.


Izaias Maciel da Costa, de 28 anos, mais conhecido como “Mucuim”, foi preso na cidade de Horizonte – Área Integrada de Segurança 25 (AIS 25) do Ceará. Contra ele existiam dois mandados de prisão em aberto. Izaias já responde por diversos procedimentos policiais, sendo nove por homicídios, além de crimes de receptação, integrar organização criminosa e posse ilegal de arma de fogo. Ele é um dos três homens que foi condenado a mais de 70 anos de prisão por um crime que ficou conhecido como a “Chacina de Quixeramobim”, que resultou na morte de quatro pessoas em 2018. O homem fugiu logo após o julgamento, ocorrido em novembro do ano passado.

Durante a ação policial, Iago Maciel da Costa, de 27 anos, que responde por roubo, irmão do “Mucuim”, também foi preso. A dupla foi localizada e presa na cidade de Horizonte, na Região Metropolitana de Fortaleza, e conduzida para a sede da Draco, em Fortaleza, onde foi lavrado o flagrante. Iago foi autuado por posse ilegal de arma de fogo. Já Izaias foi autuado por porte ilegal de armas de fogo de uso restrito e uso permitido, integrar organização criminosa e receptação. Também foram cumpridos os dois mandados de prisão em desfavor de “Mucuim”.

Denúncias

Para combater a atuação de grupos criminosos no Ceará, a Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco) conta com a participação da população para repassar informações que auxiliem os trabalhos investigativos. Por isso, a unidade especializada da Polícia Civil do Ceará mantém um número de WhatsApp para receber denúncias de ações criminosas em todo o Estado. A população pode enviar mensagens de texto, áudios, fotos e vídeos para o número (85) 98969-0182.

As denúncias também podem ser feitas, por meio de ligação gratuita, para o 181, ou enviando mensagem para o WhatsApp (85) 3101-0181 do Disque-Denúncia da Secretaria da Segurança Pública e Defesa Social (SSPDS). O sigilo e o anonimato são garantidos.