Usuarios On-line







quinta-feira, 15 de dezembro de 2022

Suspeito é investigado por furtar R$ 1,8 mi de contas bancárias do DF



A Polícia Civil do Distrito Federal (PCDF) desarticulou um esquema de furtos em contas bancárias na capital do país. Os golpes teriam causado prejuízo total de, aproximadamente, R$ 1,83 milhão às vítimas.

Conduzida pela Delegacia Especial de Repressão aos Crimes Cibernéticos (DRCC), a Operação Insider II ocorreu na manhã desta quinta-feira (15/12), quando agentes cumpriram mandado de busca e apreensão em Goianésia (GO), com apoio da Polícia Civil de Goiás (PCGO).

Veja imagens:

O alvo das buscas, desdobramentos da Operação Insider, estaria envolvido em fraudes bancárias contra uma instituição financeira de Brasília.

Os policiais investigam 19 furtos em contas bancárias do DF. Com o suspeito, os policiais encontraram diversos dispositivos eletrônicos usados para a prática dos crimes.

Depois de creditados, os valores eram transferidos para outras contas bancárias ou usados para pagamento de boletos de compras diversas, segundo a Polícia Civil.

As condutas indicam prática de furtos mediante fraude eletrônica, com pena de quatro a oito anos de prisão, além de possível associação criminosa, cuja detenção em caso de condenação varia de um a três anos.

Insider

Em tradução livre do inglês, o termo “insider” faz referência a uma pessoa com acesso a informações privilegiadas de empresas e a alguém que participa de operações importantes, a fim de obter dados para uso ilegal e obtenção de vantagens financeiras.

Fonte: Metrópoles