Usuarios On-line







sábado, 31 de dezembro de 2022

Lula lamenta morte de Bento XVI e relembra encontro com papa em 2007



O presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) lamentou neste sábado (31) a morte do papa emérito Bento XVI.

Joseph Ratzinger tinha 95 anos de idade e faleceu neste sábado após uma piora no estado de saúde, que vinha se debilitando nos últimos anos.

Em uma rede social, o petista disse ter recebido “com tristeza” a notícia do falecimento do religioso e relembrou encontro em 2007.

Lula também destacou o que chamou de “compromisso” do papa com a fé e os ensinamentos cristãos.

“Recebi com tristeza a notícia da morte do papa emérito Bento XVI. Tivemos a oportunidade de conversar na sua vinda ao Brasil em 2007 e no Vaticano, sobre seu compromisso com a fé e ensinamentos cristãos. Desejo conforto aos fiéis e admiradores do Santo Padre”, afirmou Lula no Twitter.

Renúncia

Em fevereiro de 2013, o papa Bento XVI surpreendeu o mundo e renunciou ao papado.

Na ocasião, disse que o motivo para deixar o cargo era a falta de forças na mente e no corpo.

Após a renúncia, ele passou a viver em um pequeno mosteiro no Vaticano.

O teólogo alemão foi o primeiro papa a renunciar em quase 600 anos.

Joseph Ratzinger ficou oito anos à frente da Igreja Católica. A gestão dele foi marcada por textos teológicos de fôlego, linha conservadora nas questões morais, além de disputas políticas e vazamentos de documentos do Vaticano.

 

Fonte: G1