Usuarios On-line







terça-feira, 20 de dezembro de 2022

Assassinato de jovem em festa de torcida organizada completa um mês sem prisão dos criminosos



Um mês após o assassinato, nenhum suspeito foi preso pela morte de Lucas Saldanha, morto a tiros na saída de uma festa no Bairro Coaçu, em Fortaleza, aos 24 anos. Lucas Saldanha morreu ao dizer que torcia para o time do Fortaleza, segundo familiares. A festa era de comemoração dos 40 anos de uma torcida organizada do Ceará Sporting Club.

A Secretaria da Segurança Pública informou que o Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa segue investigando o caso. “A Polícia Civil trabalha com a finalidade de identificar a motivação do crime e sua autoria”, diz a pasta.

Lucas Saldanha era casado e deixa dois filhos: um menino de quatro anos e uma bebê de apenas oito meses.

“Meu filho foi bem criado. Eu fiz tudo por ele. Somos de família simples, mas, sempre errando e acertando, procurei dar estudo, educação. E ver meu filho morto dessa maneira foi muito cruel”, disse a mãe.
“[Lucas] já estava passando a ser um pilar e um apoio para mim, como me sinto só por nossa família ser pequena, tinha até como um amparo para mim, alguém com quem eu contasse, e me ajudasse nos momentos difíceis da vida”, disse Ana Paula.

 

Fonte: G1