Usuarios On-line





sexta-feira, 1 de abril de 2016

MADRUGADA SANGRENTA NO CRATO

Logo na madrugada do primeiro dia do mês de abril e num intervalo de meia hora dois jovens foram mortos a tiros em Crato. A violência começou aos 30 minutos desta sexta-feira com o assassinato de Walderlanio Silva de Lima, de 24 anos, que residia na Rua Diógenes Frazão, 345 (Bairro Seminário). Segundo o Sargento Luismar e os Soldados Régis e Romão, a vítima ia chegando em sua casa quando foi atocaiada e morta em frente ao número 418.

Ele apresentava duas perfurações, sendo uma na cabeça e outra no braço direito que estava quebrado possivelmente em virtude do disparo de espingarda. Os policiais não obtiveram informações sobre autoria e o pai da vítima ainda desacatou os PMs quando foi trazido à Delegacia de Polícia Civil de Juazeiro. Já por volta de uma hora o Cabo Lucas Lima e os Soldados Hélder e Cavalcanti estiveram no Lobos Bar na Avenida Alan Kardec (Bairro São Miguel), onde foi assassinado Wanderson Leal dos Santos, de  22 anos, o “Vandim” que residia na Rua Monsenhor Silvano de Sousa, 196 (Bairro Sossego), com quatro tiros sendo três nas costas e outra no rosto. Ele respondia por crimes de roubo, desacato, resistência, danos e de trânsito.

Quanto ao “Negão”, este já tinha várias passagens pela polícia desde sua adolescência e foi vítima de um atentado à bala no dia 14 de agosto de 2008 tendo como acusado José Eldon Furtunato de Lima. Já em março de 2011 foi preso para responder por crimes de ameaça e lesão corporal contra Marjorie Torres de Cavalcante. Em dezembro do mesmo ano por crimes de injúria e agressão contra Antonia Ilza Torres. No último dia 10 de fevereiro ele tentou matar Cícero dos Santos e Luciano Martins, sendo preso com a arma.

Já são 17 homicídios este ano em Crato e o último tinha ocorrido na noite desta terça-feira, dia 29, quando o jovem Jhonatan Pereira da Silva, de 21 anos, que residia na Rua Álvaro Madeira, 135 (São Miguel), foi atocaiado e morto na 7 de Setembro no bairro do Gesso. Ele respondia por assaltos e foi alvejado com dois tiros, sendo um no peito esquerdo e outro no braço morrendo a caminho do Hospital São Francisco de Crato.