Usuarios On-line






quinta-feira, 27 de junho de 2024

Polícia Militar liberta 32 aves silvestres após ação contra tráfico e criação ilegal na região do Cariri


Na manhã desta quinta-feira (27), o Batalhão de Polícia de Meio Ambiente (BPMA), promoveu a libertação de 32 aves silvestres que estavam sob os cuidados da ONG BiodiverSe, parceira do BPMA. Após receberem tratamento e reabilitação, os animais foram devolvidos ao seu habitat natural em duas áreas licenciadas nos municípios de Crato e Barbalha.

Entre as espécies soltas estão três azulões, cinco galos da campina, um Jesus meu Deus, um sofreu, 12 bigodinhos, três golinhas, dois baianos, um cancão, um garibaldo, dois marrecas e uma galinha d’água. Todas as aves foram vítimas de tráfico, comércio ilegal e criação não autorizada, sendo apreendidas em operações anteriores do BPMA.

A soltura dos animais ocorreu em conformidade com as normas dos órgãos competentes de proteção aos animais, garantindo que o processo fosse legal e seguro para as aves reintegradas à natureza. A ação reforça a importância da conscientização sobre os crimes ambientais, ressaltando que qualquer ato de matar, perseguir, caçar, apanhar ou utilizar espécimes da fauna silvestre sem autorização configura crime, conforme o artigo 29 da Lei 9.605/98.

O BPMA destaca a parceria essencial com instituições como a BiodiverSe e a Federação de Proteção Animal e Meio Ambiente do Estado do Ceará (Fepama-CE) para o sucesso dessa iniciativa de preservação ambiental.

A Polícia Militar do Ceará continua vigilante e atuante na proteção da fauna silvestre, assegurando que a lei seja cumprida e o meio ambiente seja preservado para as futuras gerações.